Melhores jogos de fliperama arcade da década de 80

telejogo

O século XXI é conhecido como era da tecnologia, onde todos os aparelhos tecnológicos que temos são substituídos rapidamente por uma nova versão, seja ela da mesma marca ou da concorrência.
As mentes pensantes que desenvolvem esses utensílios não param nem um minuto sequer, desenvolvendo e trazendo ao mercado as melhores e mais caras, por consequência, novidades do mercado.

Entre essas inovações, temos o videogame. Quem nunca jogou, pelo menos uma vez, com um desses? Esse produto é a prova “viva” da evolução dos objetos.

25
No final dos anos 70 e início dos anos 80 estourava no mundo todo o Arcade, que são as máquinas para jogar videogame, mais conhecido no Brasil como fliperama. O jogador deveria ficar de pé, com uma mão na alavanca e a outra apertando os botões de cores amarela, vermelha, branca e azul, cada um com uma funcionalidade.
Podemos dizer que 50% da diversão eram provindas da tela da máquina e os outros 50% era a imaginação fértil de quem montava uma história sobre cada personagem ou jogo.
É nesse período que toda criança, principalmente os meninos, gastavam uma parte de sua mesada nas fichas dos fliperamas, passando o dia todo na frente da máquina se divertindo. E não só a criançada, mas adultos também faziam fila em frente aos estabelecimentos, para conseguir jogar ao menos uma vez.
Para os pais, o fliperama era como um pesadelo, já que muitos filhos, além de gastar todo o dinheiro naquilo, ainda não queriam fazer mais nada além de jogar, tornando-se um vício para alguns.
Por esse motivo, os fliperamas acabaram marginalizados, já que os responsáveis dificilmente deixavam seus filhos frequentarem tranquilamente esses locais, fazendo com que muitos fossem escondidos, matando aula e deixando qualquer outro afazer importante de lado.

ficha-de-flipperama
Aqueles que frequentaram os flípers assiduamente, acompanharam a evolução da máquina. Desde a qualidade gráfica, até a complexidade dos jogos, tudo fica mudando e ganhando cada vez mais admiradores, sendo considerados os “ratos do flíper”.
As opiniões sobre os jogos existentes na época eram divididas. Cada jogador gostava de um tipo, desde os com lutas e pancadaria, até os de simples corridas de carros. Porém, para todos eles sempre tiveram fãs e filas para poder jogar.
Os mais famosos jogos de fliperama árcade da década de 80.

pacman
– Pac man: já vamos começar falando de um dos mais famosos jogos de todos os tempos, e não apenas da década de 80. Pac Man consistia em comer algumas frutinhas para marcar pontos, comer pastilhas para ficar invisível e escapar dos fantasmas Blinky, Inkey, Pinky e Clyde. O ambiente era um labirinto.
– 1942: responsável por inaugurar os jogos de avião, consistia em voar e atirar em tudo o que viesse pela frente.
– Space Invaders: esse jogo foi um dos primeiros sobre alienígenas, onde os jogadores pegavam suas naves e os derrotavam.
– Donkey Kong: foi o primeiro jogo da marca Nintendo para arcades. Dele surgiu o famoso Mario, encanador que depois se tornou símbolo da marca. Nesse jogo ele era conhecido apenas como Jumpman.

frogger
– Frogger: é considerado a essência da época do arcade. Consistia em conseguir levar um sapo para o outro lado da rua, em uma avenida muito movimentada, de mão dupla, com os carros andando de maneira intercalada. Após isso, o sapo precisa passar por um rio de forte correnteza.
– Golden Axe: o personagem principal é basicamente Conan, o Bárbaro. Contando com dragões e muita luta, aqui no Brasil ele ficou famoso no Mega Drive e no Master System.
– BurguerTime: antes de jogá-lo, ele parecerá a maior idiotice do mundo pela sua descrição. Porém, foi considerado um dos jogos mais divertidos entre todos da época arcade. O que acontece é que a salsicha, o ovo e o picles perseguem o cozinheiro, enquanto ele tenta montar um hambúrguer.
– Out Run: uma das febres entre os meninos da época, esse jogo era de corrida e sua paisagem era a beira do mar.
Elevator Action: jogo de suspense e ação onde o personagem é um espião que adentra um prédio com vários elevadores. Ele deve coletar documentos importantes e passar pelos 30 andares, sem deixar que os agentes inimigos o capturem.

sfighter
– Street Fighter: esse quase que despensa apresentações, pois é um dos jogos mais famosos de todos os tempos e não somente da era arcade. Lançado em 1987 pela empresa Capcom, Street Fighter é um jogo de luta onde os personagens podem vir de todas as partes do mundo, cada um com seus golpes especiais do local de origem.
– Paperboy: um carteiro tenta acertar as caixinhas de correio para pontuar. O problema é que, na maioria das vezes, ele acaba quebrando as janelas das casas nessa tentativa.
– Q*Bert: ficou conhecido na época como o jogo de três dimensões. Porém, o que dava essa impressão era um efeito visual causado pela isometria. Consistia em fazer com que o personagem pisasse em todos os quadrados da pirâmide, para que ela fique inteira da mesma cor.
– Tapper: clássico da empresa Bally Midway, uma das mais conhecidas na época do arcade, tinha como ambiente um bar, no qual o personagem principal era o garçom e deveria servir todos os clientes antes que eles se irritassem e fossem embora.
– Commando: jogo de ação, o personagem é um soldado e deve atirar em todos os que aparecerem pela frente.
– Ghouls’n’Ghosts: é a continuação de Ghosts’n’Goblins. Arthur é o personagem que deve ser guiado pelos mundos até chegar a um castelo e resgatar a princesa.
– After Burner II: definitivamente é um dos jogos mais icônicos de avião da época do arcade.
– Defender: um dos maiores papa fichas da historia, feito pela Williams Eletronics, é o jogo de nave mais clássico de todos.
– R-Type: do gênero shooter, ele é um dos jogos do final da década de 80, quando só consoles domésticos já estavam sendo comercializados. Ele possuía recursos gráficos, mecânicos e sonoros únicos para a época e por isso ganhou notoriedade.
– Gauntlet: combater caveiras e coisas do tipo é a graça do jogo.

galaga
– Galaga: jogo do início dos anos 80, também envolvendo alienígenas, porém, mais espertos que o dos demais jogos de mesmo gênero.
Esses são só alguns dos jogos que bombaram nos anos 80 e que trazem o sentimento de nostalgia para muitos que aproveitaram aquele tempo. Na verdade, estatísticas afirmam que jogando um jogo de arcade por dia, demoraria aproximadamente três anos para conseguir jogar todos.
Alguns possuem problemas sonoros e gráficos, mas, mesmo assim, podem ser jogados e aprimorados. Toda essa loucura pelos fliperamas durou até o início dos anos 90, quando os consoles domésticos começaram a entrar nas casas das pessoas com facilidade, já que o preço se tornou mais acessível e o produto muito famoso.
Para quem quer reviver essa fase da vida, ou até mesmo para quem é dos anos 2000 e quer conhecer mais sobre o que estamos falando, há lugares como alguns shoppings, que ainda possuem as cabines de arcade, com os emuladores e as fichas disponíveis para jogar.
Há pessoas que, de tão apaixonadas pela era do fliperama, compram as máquinas e as tem em casa, como objeto de decoração, assim como as famosas juke box dos anos 60.